FAX: 63 3413 7800  SAC | CALL CENTER : 0800-6427878

4 Dicas para aumentar as vendas em sua loja de motopeças

O perfil de cliente mudou e passou a ser mais exigente, não só com o produto que adquire, mas também com o serviço que chega até ele; quer preço, qualidade, respeito e informação, sem se furtar a procurar na concorrência o que há de mais adequado à sua necessidade. Para acompanhar esse novo perfil, as lojas não se preocupam apenas em aumentar vendas e queimar seu estoque, mas em ser um diferencial na vida de seu cliente.

Com a retração do mercado, até mesmo quando falamos em loja de motopeças, elas podem passar por crises graves e ter seu crescimento bloqueado. Manter o equilíbrio nas contas através da harmonia atenta entre a logística e despesas é uma forma eficaz de se manter competitivo, mas nada substitui a arte de saber fazer as vendas decolarem.

A arte de vender

Vender é uma arte milenar e está no cotidiano da humanidade desde o início das trocas comerciais. Os grandes negociadores se tornaram líderes da comunidade e da sociedade, fazendo com que a alma de vendas estivesse sempre no topo do mundo.

É preciso saber vender um produto, serviço ou até mesmo uma ideia, para atingir seus objetivos. Não é possível ser um bom gerente sem saber como negociar e, tal como a política também é uma forma de vender ideias, confianças e propostas; só se mantém em ascensão quem sabe oferecer ao seu cliente e público, aquilo que eles precisam de fato.

A arte de convencer as pessoas vai além de empurrar produtos e fazer com que comprem pela insistência. Mas é detectar uma oportunidade, uma necessidade e oferecer o melhor para supri-la. Dessa forma, é o cliente quem vai agradecer por ter encontrado alguém em quem confiar e não fugir de um vendedor insistente.

Hoje os clientes possuem tantas facilidades de compra, que parece impossível fazer com que ele chegue a uma loja física. O e-commerce está em franca expansão e com poucos cliques a compra pode ser efetivada, para qualquer tipo de produto. E há ainda a concorrência, sempre atualizada e dinâmica para chamar atenção do consumidor.

Ainda assim, nada substitui o atendimento personalizado de um vendedor. A conversa e a oferta imediata de produtos ainda mantém seu lugar no mercado. E a única forma de fazer com que uma loja de motopeças tenha sucesso é trazer o cliente e vender seus produtos.

Dicas valiosas para alavancar ainda mais a sua loja de motopeças

Para ajudar a aumentar suas vendas, selecionamos dicas valiosas para serem praticadas imediatamente:

1 – Mantenha uma loja estruturada

Esqueça as lojas desorganizadas, sujas e comum atendimento objetivo, que apenas se preocupava em queimar o estoque. Uma loja de motopeças precisa de organização, limpeza e um bom estoque com marcas de qualidade disponível e mesmo sendo o básico muitas lojas não são assim.

No mercado de motopeças ter um bom estoque e com marcas de qualidade é um diferencial. Quando sua loja tem tudo que o cliente precisa, se torna referência para ele e alvo de suas indicações. Afinal, para quê ficar procurando motopeças em várias lojas se sabe que é na sua onde encontrará o que procura?

2 – Valorizar o marketing

O marketing não é apenas uma forma de anunciar em mídias como TV, rádios e jornais. Na prática ele é a alma do negócio, que dá um direcionamento estratégico para a loja, identifica seu público-alvo, estabelece um posicionamento no mercado, fideliza clientes, valoriza sua imagem e é um poderoso mecanismo para aumentar vendas.

Ele busca um melhor aproveitamento das redes sociais e das mídias que possam atingir o maior número de pessoas do seu perfil, através de campanhas informativas e que demonstrem a qualidade dos serviços oferecidos.

É o marketing que também pode ajudar a definir a melhor localização da loja de motopeças, a forma de distribuição dos produtos oferecidos e até mesmo o preço e promoções. Ele se alia aos outros departamentos, como contabilidade e vendas, para identificar as necessidades dos setores e trazer os funcionários para a prática das propostas.

 3 – Investir na equipe

O vendedor está a frente da loja e tem um contato direto com o cliente – o que proporciona a ele uma grande responsabilidade, não só de aumentar as vendas dos produtos oferecidos e bater suas metas, como também de fazer com que a loja e a marca tenham ainda mais valor.

Para isso, a loja deve manter sua equipe sempre muito bem informada sobre o negócio, conhecendo bem sobre tudo que está ligado diretamente ao produto. Só assim ele poderá oferecer ao cliente exatamente o que ele procura, mas ainda não sabia identificar.

O vendedor atual é como um consultor, que ouve o cliente e busca suprir sua necessidade com o que há de melhor ao seu redor. Ele entende que venda é satisfação e felicidade, saindo do estigma do vendedor chato e que não tem interesse em ouvir o cliente, simplesmente quer vender a peça mais cara ou a que está encalhada no estoque.

Como o cliente é bem informado, ao ser atendido por um vendedor agressivo e que não o atende adequadamente, ele pode até comprar, mas dificilmente voltará. É preciso não subestimar a inteligência do seu cliente e sim valorizá-la, através de vendedores cordiais, conscientes de seus produtos, respeitosos e solícitos.

4 – Invista no cliente

De nada adianta bom estoque, um marketing eficiente e vendedores focados se a loja não investe na fidelização dos clientes. Tudo porque se eles não estiverem satisfeitos, simplesmente não voltam mais e podem até mesmo usar as redes sociais para propagar sua insatisfação.

Investir em manter um cliente é mais caro e complexo do que conquistar novos, e para isso é necessário um comprometimento com a qualidade máxima de produtos e serviços, além de criar diferenciais e vantagens para quem se mantém fiel à loja.

Afinal, é o cliente fidelizado quem garante que os estoques se mantenham em constante renovação e ajuda a aumentar vendas, gerando um retorno financeiro constante e essencial para a loja.